Envelhecimento cutâneo: manchas, rugas. Que cuidados ter?

E hoje o tema é envelhecimento cutâneo. O envelhecimento cutâneo, acontece por duas vias, intrínseco e extrínseco. O envelhecimento intrínseco depende do património genético de cada um e do tempo [por isso, é rezar para termos bons genes!] mas também dos baixos níveis das hormonas sexuais. Resulta numa pele com muitas linhas de expressão. O envelhecimento extrínseco é causado por factores ambientais como a exposição solar, a poluição, o tabaco, o stress, o álcool e uma alimentação desequilibrada.  Resulta em rugas, manchas de pigmentação, e zonas hipopigmentadas. E que cuidados ter?

Os antioxidantes protegem contra o stress oxidativo, mesmo os antioxidantes sistémicos e têm um papel importante na proteção contra o foto-envelhecimento.

Portanto que antioxidantes devemos privilegiar na nossa dieta para combater o envelhecimento?

A vitamina A, C e E, extratos de uva, coezima Q10 e ácido alfa-lipólico são antioxidantes que estão presentes nos alimentos e que combatem o envelhecimento. Para tal, devemos consumir abacate, frutos vermelhos, vegetais de folha verde, vegetais e frutas de cor laranja, ananás, salmão e tomate.

E o que devemos fazer para prevenir o envelhecimento cutâneo?

A resposta a esta pergunta é fácil, o que é difícil é não esquecer de seguir estes passos dia após dia.

E então o que é fundamental? Proteção Solar. Não é à toa que ouvimos falar da importância da proteção solar e não é toa que eu reforço sempre a necessidade básica de usar protetor solar diariamente [sempre chata neste ponto, eu sei!]. Outro fator fundamental, é evitar a exposição prolongada à radiação solar.

Os antioxidantes, tanto na forma de alimentos como de cremes, séruns são uma excelente opção que não deve ser esquecida. Para além dos antioxidantes falados anteriormente, o chá verde, a melatonina, o selénio, resveratrol também têm propriedades anti-envelhecimento. E não esquecer de fazer exercício 2 a 3x por semana!

O uso de retinóides está bem estudado no envelhecimento cutâneo e por isso continuam a ter um lugar de destaque no combate ao envelhecimento cutâneo e a ser os queridinhos de muitas pessoas, além de poderem ser encontrados a preços bem simpáticos [na forma de medicamento, pois claro!]!

Alguns despigmentantes como a hidroquinona, o ácido kójico e o ácido azeláico também evidenciam ação anti-envelhecimento. Os peelings químicos também são uma mais valia tanto na prevenção como no tratamento do envelhecimento cutâneo, mas necessitam de ser adaptados à pessoa em questão.

E o que concluimos deste artigo? As ferramentas que temos ao nosso dispor para o combate do envelhecimento não mudaram muito ao longo dos últimos anos. E concluímos também que não é preciso gastar fortunas no último creme anti-age do mercado para ter bons resultados. E que existe muito que podemos fazer pela nossa pele hoje, para mantermos uma pele bonita e jovem, ao longo dos anos!

4 thoughts on “Envelhecimento cutâneo: manchas, rugas. Que cuidados ter?

  1. Parabéns pelo Post Andreia!! Muito bom, o conteúdo informativo é excelente!!
    Uma dica seria lembrar da limpeza diária, sabonete adequado e tônico para cada tipo de pele, além de um hidratante, pois a pele perde a hidratação natural ao longo dos anos…
    Beijos

    • Olá! Obrigada pelo feedback! Quanto à limpeza, hidratação já falei noutros posts, neste só quis focar-me no que realmente está comprovado cientificamente que resulta! Beijo 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s