Como diminuir o tamanho dos poros?

hbz-the-list-spring-update-addin-01

 

Photo Credits: Miguel Reveriego, Harper’s Bazaar

Os poros dilatados. Muitos de nós, principalmente quem tem a pele oleosa ou mista, tem os poros dilatados, especialmente no queixo e no nariz. E apesar do tamanho dos poros não poder ser diminuído, podemos sim, minimizar a aparência dos poros, com muito bons resultados. Como?

1. Limpar. Limpar é essencial para remover a oleosidade e se usarmos água bem fria, ajuda ainda mais a fechar os poros.  Para quem não tem a pele sensível, aconselho a Espuma de Limpeza da Neostrata, para quem tem a pele sensível o Effaclar Gel da La Roche-Posay.

2. Tonificar. Eu muitas vezes, acho que um tónico não é necessário, mas para quem tem a pele oleosa e os poros abertos, é essencial. Como exemplo, temos o Effaclar Loção Adstringente Micro-Exfoliante, que fecha os poros e impede a sua obstrução.

2. Exfoliar. Exfoliar é importante para limpar a pele, afinar o grão da pele e também para fechar os poros. 2x por semana é suficiente, visto que esfoliar em demasia agride a pele e torna-a mais sensível. Máscaras de argila são uma excelente opção como a Uriage Hyseac máscara que pode ser usado como esfoliante ou máscara ou, para quem preferir, podem ser preparadas usando argila verde. Quem tem a pele muito sensível, em vez de usar esfoliantes físicos, deve usar esfoliantes enzimáticos como a REN F10 Smooth and Renew Mask ou a Caudalie Máscara Enzimática.

3. Usar ácidos. Usar produtos com ácido glicólico, ácido azelaico ou retinóides como a tretinoína para ajudar a fechar os poros.

4. Usar um primer e make-up oil-free. Existem muito bons primers para ajudar a fechar os poros como o POREfessional da Benefit. Usar maquilhagem oil-free também é essencial para manter uma maquilhagem perfeita ao longo do dia. Usar um pó translúcido matificante para fixar a maquilhagem e evitar brilhos.

Como aplicar um autobronzeador? Dicas para um bronzeado perfeito!

Esta semana recebi uma chamada da minha irmã a perguntar como é que se aplica um autobronzeador. Eu que nem sabia que a miúda tinha comprado um autobronzeador, fiquei a saber que ela e uma amiga fartas do seu tom de pele pálido, ou melhor, lixívia decidiram ir comprar um autobronzeador cada uma. Decidiram-se pelo La Roche-Posay Autohelios [que na Bélgica é bem mais caro] após terem lido o meu artigo sobre autobronzeadores. Mas a dúvida era como aplicar! Por isso, como eu não me debrucei como o modo de aplicação de um autobronzeador, aqui vai! Afinal, pode haver mais pessoas com a mesma dúvida! Ela entretanto, já aplicou, rosto e corpo e está muito contente com o resultado natural que obteve. Como aplicar um autobronzeador? 1. Esfoliar a pele uns dias antes, para remover as células mortas da pele e para afinar o grão da pele. 2. A depilação deve ser feita uns dias antes para não irritar a pele. 3. Hidratar a pele meia hora antes de aplicar o autobronzeador. 3. Aplicar o produto por zonas, para evitar zonas sem produto. 4. Ter em especial atenção os joelhos, os cotovelos, os pés e as mãos. São as zonas mais difíceis, por isso, nestas zonas deve-se reduzir ao máximo a quantidade de produto nestas zonas, e espalhá-lo bem para evitar erros. 5. Deixar secar 30 minutos antes de vestir. Eu pessoalmente acho que o melhor é aplicar à noite e esperar algum tempo antes de deitar. Evitar tomar banho e evitar fazer exercício físico nas horas seguintes. 6. Pode-se aplicar diariamente até conseguir o tom desejado. Quando se consegue o tom desejado, reaplicar 3x por semana, para manter o tom.

Filtros Físicos, Protetores Solares Minerais. O que são? A quem se destinam?

A maioria dos protetores solares existentes no mercado combinam filtros físicos e químicos, ou têm exclusivamente filtros químicos. Os filtros físicos foram durante muitos anos reservados para quem fazia alergia aos filtros químicos, devido a deixarem a pele branca ou opaca e terem uma cosmeticidade muito fraca. No entanto, nos últimos anos foram criadas fórmulas mais agradáveis cosmeticamente, com filtros físicos em nanopartículas, que se espalham melhor e não deixam a pele branca, logo, neste momento são uma excelente opção para muitas pessoas, pela sua excelente cosmeticidade e pelas suas grandes vantagens!

Quem deve usar Filtros Físicos ou Protetores Minerais?

  • Crianças com idade inferior a 2 anos, pois como a barreira cutânea ainda é imatura, os filtros químicos podem ter uma ação mais reduzida.
  • Pessoas que fazem alergias aos filtros químicos.
  • Pessoas com pele muito reactiva, atópica ou intolerante.
  • Grávidas.
  • Pessoas com melasma ou com tendência a manchas de pigmentação.
  • Após tratamentos dermatológicos como peelings ou lasers.
  • Doentes Oncológicos.

Podem ser usados em todos os tipos de pele, oleosas, mistas e secas. [Aliás, se forem produtos bons, até deixam a pele oleosa a mista matificada!] Quem tem rosácea, acne pode também usar sem problemas.

Como atuam? São partículas derivadas de metais, que actuam refletindo ou dispersando os raios solares.

Os protetores solares com filtros físicos como o dióxido de titânio e óxido de zinco [os mais usados] demonstraram ser altamente eficazes a proteger da radiação visível, ultravioleta e também infravermelha. Para além disso, são foto-estáveis e não reagem com outros compostos. Não penetram no estrato córneo da pele, logo, não têm ação sistémica. Dióxido de Titânio

O dióxido de titânio é um filtro que protege contra os UVB e UVA II, mas não protege contra os UVA I.

Óxido de Zinco

O óxido de zinco é também um filtro físico presente na maioria dos protetores solares físicos ou minerais. Pela sua segurança, por ser fotoestável e não reactivo. E apesar de não ser tão eficiente na proteção dos UVB como o dióxido de titânio, protege eficazmente contra os UVAI e UVAII. Por isso, é que normalmente, os filtros minerais contêm dióxido de titânio e óxido de zinco, pela sua ação complementar.

Protetores Minerais

1. Isdin Fusion Fluid Mineral 50+ [18€]. Com dióxido de titânio e óxido de zinco. A textura é muito fluida. Espalha-se facilmente e é muito bem absorvido pela pele. Não deixa a pele oleosa ou com brilhos, apesar de não ter ingredientes matificantes. Deve ser agitado antes de aplicar. Indicado para o rosto e para uma proteção diária.

2. Bioderma Photoderm Mineral 50+ Spray [18€]. Com dióxido de titânio e óxido de zinco. Espalha-se facilmente e é muito bem absorvido pela pele. Não deixa a pele oleosa. Deve ser agitado antes de aplicar. Mais adequado para o corpo.
3. Skinceuticals Sheer Mineral UV Defense 50+ [34,80€]. Com dióxido de titânio, óxido de Zinco e Artemia Salina. Um fluido leve, que se espalha muito bem e levemente matificante. Contém um derivado natural de Artemia Salina. Este extrato aumenta as defesas naturais da pele e a sua resistência aos UV e ao calor. Protege contra a destruição do colagénio. Indicado para o rosto e para uma proteção diária.

Dicas!

Reaplicar após o banho e de 3h em 3h se estivermos expostos diretamente ao sol.
Não é necessário esperar meia hora para que comece a fazer efeito, como os protetores químicos. Como funciona por ação física, o efeito é imediato.
A dose correta de protetor solar é 2 mg/cm2 segundo as recomendações da Colipa [Associação Europeia de Cosméticos] que corresponde a uma colher de chá no rosto e 6 colheres de chá no corpo inteiro.

Vichy Normaderm BB Clear

A Vichy tem um novo BB Cream. E porque a maioria de vocês me diz que adora novidades, hoje vou falar do Vichy Normaderm BB Clear, o BB Cream da Vichy para peles oleosas.

Existem muito bons BB Creams no mercado, inclusive o Idealia BB Cream da Vichy, que eu gosto muito, mas quem tem a pele oleosa já merecia um BB Cream adequado à sua pele.

Um dos problemas de quem tem a pele oleosa é usar demasiada maquilhagem para tentar disfarçar as imperfeições. Muitas vezes, a tentativa de camuflar leva a que se intensifique essas mesmas imperfeições. E a aplicação de demasiado produto pode mesmo criar um efeito máscara.

Captura de ecrã 2015-04-12, às 00.16.43

Para quem?

Para todas as pessoas com pele oleosa ou mista e com imperfeições.

Objetivo: controlar o brilho,  camuflar as imperfeições existentes e prevenir a formação de novas imperfeições.

Vichy Normaderm BB Clear

Tem uma textura oil free, ultra matificante, para controlar o brilho e a oleosidade da pele. Ultra-ligeiro, funde-se perfeitamente com a pele.  Os seus pigmentos dão um tom muito bonito e natural à pele. Existe em 2 tons: um tom médio, para peles mais escuras e um tom claro para peles claras. [O que se ajusta à minha pele é o tom claro!]

Uniformiza o tom de pele, o grão de pele é afinado e as imperfeições são disfarçadas. Purifica a pele, devido ao seu teor em ácido salicílico a 2%, levando a que ao fim de um mês as imperfeições sejam reduzidas em 23%.

Tem SPF16, que deverá ser reforçado com uma proteção solar adequada [mínimo SPF30+!]

É perfeitamente adaptado a pele sensível. Sem parabenos. Não comedogénico.
Com Água Termal da Vichy.

Como usar?

A Vichy sugere usá-lo como um creme de dia, após fazer-se a limpeza da pele. Eu aconselho a usarem o vosso cuidado de rosto diário adequado à vossa pele e depois aplicar o Normaderm BB Clear para melhores resultados. Assim, o BB cream penetra melhor e fica mais bem espalhado.
É também uma excelente opção para os homens! Porquê? Uniformiza o tom de pele e tem um efeito muito natural! Além disso, as peles dos homens têm tendência a ser oleosas ou mistas, logo, o seu efeito mate é uma mais valia e uma forma fácil de disfarçarem borbulhas e outras imperfeições.

[PVP: 16,15€]

Higiene do Sono. Como ter um sono profundo e reparador?

O sono é de importância fundamental para o nosso organismo. É o que nos permite recuperar energias e melhorar o sistema imunitário. Mas também é muito importante para a nossa pele. No sono NREM, o sono profundo, são libertadas hormonas de crescimento, como a melatonina, que ajudam a reparar a pele. Para tal, é necessário ter uma boa noite de sono, de sono profundo e reparador. E isso reflete-se na nossa energia, no nosso humor e até na nossa pele!

E o que podemos fazer para potenciar uma boa noite de sono?

Para isso é fundamental fazer uma correta higiene do sono.

  • O quarto deve ter uma temperatura confortável, com uma luz não demasiado forte, para criar um ambiente relaxante.
  • Não levar o telemóvel, o tablet ou o computador para a cama. Um livro ou uma música relaxante são boas opções!
  • Evitar a ingestão de álcool, porque apesar de para muitas pessoas facilitar o adormecer, torna o sono mais leve e menos reparador.
  • Bebidas com cafeína, como o chá verde, o chá preto, coca-cola devem ser evitadas à noite, porque são estimulantes.
  • Evitar fazer refeições muito pesadas à noite. Preferir uma refeição leve, mas não ir para a cama com fome.
  • O exercício físico promove um sono reparador. Mas não deve ser realizado antes de dormir, porque pode ter um efeito estimulante.
  • Tomar um banho de água quente, pois melhora a microcirculação e favorece o relaxamento do corpo e também da mente.

Que alimentos devemos preferir para uma boa noite de sono?

Os chás são uma excelente forma de nos ajudar a relaxar e uma forma de induzir uma boa noite de sono. Chá de valeriana, maracujá, camomila, hipericão [cuidado com o hipericão porque interfere com a pílula], tília são boas opções para beber antes de dormir!

A melatonina que existe em pequenas quantidades em frutos e vegetais como a cebola, a cereja e a banana, em cereais como o milho, a aveia e o arroz, em plantas aromáticas como a hortelã, a verbena, a salva e o tomilho, e no vinho tinto ajuda a ter uma boa noite de sono.

A vitamina B12, presente em produtos de origem animal [vegetarianos têm que fazer suplementação] melhora também o ritmo biológico do organismo.

Ácido Azelaico: indicações terapêuticas e como usar!

Hoje vou falar do ácido azelaico. O ácido azelaico em Portugal e no Brasil é considerado medicamento, enquanto que em outros países como os Estados Unidos pode estar presente em cosméticos.

Em Portugal, o ácido azelaico está disponível a 15% no Finacea, da Bayer e no Skinoren, da Berlimed a 20%. O Finacea é um medicamento sujeito a receita médica, não comparticipado e o Skinoren é um medicamento não sujeito a receita médica [Não, não me enganei, o mais concentrado é que não é sujeito a receita médica. E isso, num resumo muito simplista, está relacionado com as indicações terapêuticas que a marca pediu quando pediu a aprovação do medicamento]. No Brasil, o nome comercial é Azelan, da Bayer, e existe a 15% e a 20% e ambos são sujeitos a receita médica. O ácido azelaico está presente também no Sesdermerma Azelac RU [39,20€], que é um cosmético.

O ácido azelaico a 15% está aprovado em Portugal e no Brasil para o tratamento da acne e para o tratamento da rosácea.

O ácido azelaico a 20% só está aprovado em Portugal e no Brasil para o tratamento do acne. Por isso, é que não é sujeito a receita médica.

No entanto, os vários mecanismos de ação do ácido azelaico que ainda não são totalmente conhecidos fazem com que tenha outros benefícios.

O ácido azelaico tem um efeito anti-oxidante [pois capta radicais livres] e anti-inflamatório na rosácea. Além disso, inibe a tirosinase, [a tirosinase é que leva à produção de melanina], interferindo com a produção excessiva de melanina, que causa manchas e melasma. Além disso, impede o espessamento excessivo da pele e tem efeito antibacteriano, o que o torna eficaz no tratamento do acne.

Os estudos clínicos demonstram que o ácido azelaico é eficaz a reduzir a vermelhidão e as lesões inflamatórias. Além disso, melhora a textura da pele, com a utilização contínua. Por estes efeitos, porque uma pele envelhecida tem uma inflamação crónica, e pelo seu efeito antioxidante e anti-manchas , também existem cada vez mais estudos que dão conta que é um ácido com efeitos anti-envelhecimento.

O ácido azelaico tem um perfil baixo de efeitos adversos, sendo a irritação, descamação os mais reportados. O que o torna uma excelente alternativa para quem não tolera, por exemplo, o ácido retinóico. Pode ser usado em grávidas, com a devida precaução e sempre por indicação médica.

Dicas para quem está a iniciar o tratamento com ácido azelaico!
  1. O ácido azelaico normalmente é aplicado 2x por dia, no entanto, uma aplicação diária parece ser igualmente eficaz.
  2. Esperar alguns minutos antes de aplicar outro produto por cima, de modo a evitar incompatibilidades.
  3. O uso de protetor solar com SPF alto é indispensável. Pode ser usado todo o ano.
  4. Em caso de efeitos adversos, aplicar apenas à noite e reforçar a hidratação.
  5. Evitar o uso de esfoliantes agressivos e desmaquilhantes e tónicos com álcool quando se usa este ácido.
  6. Os resultados começam a ser visíveis após 4 semanas, e vão sendo cada vez melhores ao longo dos meses.
  7. Se ao fim de dois meses, não existirem resultados, deve-se descontinuar o tratamento e outras alternativas terapêuticas devem ser procuradas.

[Muitas vezes, pedem-me alternativas mais económicas aos cosméticos que vou falando. Eu tento falar só dos cosméticos que sei que são realmente eficazes, mas muitas vezes o preço pode dissuadir algumas pessoas. E também me pedem alternativas aos cosméticos, para aqueles casos em que nada resulta. Tanto para o acne, como para a rosácea, como para o anti-envelhecimento existem medicamentos mais eficazes que os cosméticos, e a preços mais económicos. Falem com um médico, idealmente com um dermatologista ou então com o vosso médico de família e aconselhem-se com ele e refiram os vossos problemas e ponham as vossas dúvidas. É o melhor conselho que vos posso dar para bons resultados.]

Finacea, Ácido Azelaico a 15%, 30g [11,35€] e 50g [16,37€]. Medicamento sujeito a receita médica. Comparticipação: 0%. Em caso de dúvida, consulte o seu médico ou aconselhe-se com o seu farmacêutico.

Skinoren, Ácido Azelaico a 20% 50g. PVP médio 15,90€ [não tem preço fixo]. Medicamento não sujeito a receita médica.  Em caso de dúvida, consulte o seu médico ou aconselhe-se com o seu farmacêutico.

Verão 2015: Os Melhores Autobronzeadores!

Hoje vou falar de autobronzeadores. Porque me pediram e porque os dias mais quentes prometem aparecer por aí nos próximos dias.

Existem várias razões para usar um autobronzeador. Ah, e esqueçam aqueles autobronzeadores de há uns anos atrás, que nos deixavam cor de cenoura e com um ar nada natural. Felizmente, evoluímos bastante nesta área e neste momento já existem bastantes produtos que nos dão um tom mais luminoso e um tom bronzeado natural.

Razões para usar um autobronzeador? Bem, há várias. Mas as mais comuns são para ganhar um tom que nos permita usar saias, calções e vestidos sem parecermos Lixívia no início da Primavera/Verão ou para mantermos o bronzeado depois das férias.

 

Autobronzeadores

Eu hoje não falar de muitos produtos. Ainda existem muitas marcas que não têm autobronzeadores [nomeadamente no canal farmácia] e muitos deles ainda nos deixam com aquele tom cenoura que é totalmente artificial. Portanto, vou apenas falar dos que sei que deixam a pele com um aspeto natural e que não requerem tirarmos um curso de bronzeamento artificial para uma correta aplicação.Todos são perfeitamente adequado a peles claras e a quem por uma ou outra razão não pode apanhar sol.

La Roche-Posay Autohelios [13€]. É um autobronzeador hidratante com elevado poder de espalhamento. A aplicação é fácil e uniforme para um tom uniforme e natural. O melhor autobronzeador do canal farmácia! Aplicar 2x por semana ou sempre que desejado.

Shiseido Daily Bronze Moisturizing Emulsion [37€]. Hidratante e suave que, com uma utilização diária, leva a um bronzeado dourado, natural e gradual. Aplicar diariamente.

Dior Bronze Soin auto-bronzant [37€]. Leva a um bronzeado natural e luminoso. Espalha-se facilmente. Para um efeito mais rápido, reaplicar 3 horas depois da primeira aplicação e depois aplicar 2 a 3x por semana, para manutenção.

Dicas para uma aplicação perfeita!

– Não esquecer a esfoliação antes de aplicar o autobronzeador para um tom uniforme.

– A depilação deve ser feita uns dias antes para não irritar a pele.

– A pele deve estar bem hidratada, antes e depois da aplicação.

– Ter em especial atenção os joelhos, os cotovelos, os pés e as mãos. São as zonas mais difíceis, por isso, nestas zonas deve-se reduzir ao máximo a quantidade de produto nestas zonas, para evitar erros.

– Lavar bem as mãos após a aplicação.

Novidade: La Nuit Trèsor!

25 anos depois do primeiro Trèsor [quem diria que tantos anos passaram?], surge o Trèsor do século XXI.

La Nuit Trèsor!

PicMonkey Collage

Ultra-chic como o original, mas reinventado. Mais Jovem. Sensual e viciante. Sexy e afrodisíaco. Este perfume ultra-feminino junta a rosa negra à baunilha com notas de incenso, papiro e líchia. Pertence à categoria dos amadeirados florais [como o meu amado Coco Mademoiselle]!

Cola-se à pele e tem uma durabilidade superior a 24h. Pode ser usado de dia ou de noite, sempre que queiramos sentir-nos únicas e sensuais!

Novidade: Lancôme Miracle Cushion!

Eu ando a sonhar com um BB ou CC Cushion faz meses. Aliás, até já pedi um BB Cream Cushion de uma marca coreana, o Laneige BB Cushion Whitening 50+,  a uma amiga que está em Singapura. E estou super ansiosa para recebê-lo! Mas hoje vou falar do primeiro Cushion disponível no mercado ocidental, o Lancôme Miracle Cushion, que chega agora a Portugal.

O que é um Cushion?

Um Cushion é um compacto que tem uma esponja de ar [que não absorve o produto] e uma base fluida leve, que se transforma uma emulsão em contacto com a pele.. A base fluida usualmente caracteriza-se por ser hidratante, ter SPF alto, dar luminosidade à pele, ser resistente ao suor e ter uma elevada duração. A maioria tem também um efeito refrescante, muito agradável. As principais diferenças nos Cushions disponíveis são a cobertura e os tons disponíveis.

Porquê que são um must-have das asiáticas?

Porque têm uma cobertura leve, mas que podem ser trabalhados em camadas, para obter uma maior cobertura. São super práticos e podem ser retocados ao longo do dia. Hidratam bastante e dão um ar de no make-up, só pele linda e luminosa [como elas gostam]!

Como aplicar?

Pressionar o aplicador no air cushion, para que o produto passe para o aplicador e aplicar com toques suaves no rosto, de dentro para fora. Para uma melhor cobertura, insistir nas zonas que necessitam de maior correção ou aplicar mais do que uma camada. Em 2 minutos, pele linda e luminosa!

Lancôme Miracle Cushion!

technology_product6.png

O Lancôme Miracle Cushion é produzido na Coreia, pela Cosmax, uma empresa coreana que produz cosméticos de marcas de baixo custo, como as que se encontram nos supermercados.

A Lancôme considera o Miracle Cushion uma base, mas essa é uma designação que eu acho incorreta. Por ter uma baixa cobertura, é mais comparável a um BB ou CC Cream.

Tem 6 Tons. O 01 Pure Porcelaine para peles claras, no entanto, em pessoas demasiado pálidas este tom pode ser demasiado escuro. O 02 Beige Rosé para peles claras com um tom rosado, o 03 Beige Pêche para peles claras com tom amarelado, o 04 Beige Miel para peles morenas e o 05 e 06 para peles negras.

Tem proteção solar SPF23/PA ++,  mais baixa que os cushions coreanos que usualmente tem SPF 50+/PA +++. No entanto, não devemos ter em conta a proteção solar da maquilhagem, visto que é necessário uma aplicação muito generosa para conseguir obter a proteção solar indicada na embalagem, logo, usar protetor solar antes!

Quanto à tecnologia, os poros do air cushion são muito maiores que os dos cushions asiáticos, o que leva a um maior contacto com o ar, secando mais facilmente o produto e levando a que mais produto passe para o aplicador, quando se pressiona, logo gasta-se mais rapidamente.

Tem um efeito refrescante, pois baixa a temperatura da pele em 2ºC. É hidratante e dá luminosidade à pele, o que é facilmente perceptível pela composição do produto, que é bastante minimalista e quase só tem hidratantes na fórmula.

Em conclusão, eu sou muito fã de alguns produtos da Lancôme, mas este produto tem algumas características que não me seduzem. Por isso, vou continuar à espera do meu vrai cushion, que além de mais interessante, tanto em fórmula como em tecnologia, tem ainda um preço mais simpático [25€ com refill].

Lancôme Miracle Cushion: 39,30€.

Envelhecimento cutâneo: manchas, rugas. Que cuidados ter?

E hoje o tema é envelhecimento cutâneo. O envelhecimento cutâneo, acontece por duas vias, intrínseco e extrínseco. O envelhecimento intrínseco depende do património genético de cada um e do tempo [por isso, é rezar para termos bons genes!] mas também dos baixos níveis das hormonas sexuais. Resulta numa pele com muitas linhas de expressão. O envelhecimento extrínseco é causado por factores ambientais como a exposição solar, a poluição, o tabaco, o stress, o álcool e uma alimentação desequilibrada.  Resulta em rugas, manchas de pigmentação, e zonas hipopigmentadas. E que cuidados ter?

Os antioxidantes protegem contra o stress oxidativo, mesmo os antioxidantes sistémicos e têm um papel importante na proteção contra o foto-envelhecimento.

Portanto que antioxidantes devemos privilegiar na nossa dieta para combater o envelhecimento?

A vitamina A, C e E, extratos de uva, coezima Q10 e ácido alfa-lipólico são antioxidantes que estão presentes nos alimentos e que combatem o envelhecimento. Para tal, devemos consumir abacate, frutos vermelhos, vegetais de folha verde, vegetais e frutas de cor laranja, ananás, salmão e tomate.

E o que devemos fazer para prevenir o envelhecimento cutâneo?

A resposta a esta pergunta é fácil, o que é difícil é não esquecer de seguir estes passos dia após dia.

E então o que é fundamental? Proteção Solar. Não é à toa que ouvimos falar da importância da proteção solar e não é toa que eu reforço sempre a necessidade básica de usar protetor solar diariamente [sempre chata neste ponto, eu sei!]. Outro fator fundamental, é evitar a exposição prolongada à radiação solar.

Os antioxidantes, tanto na forma de alimentos como de cremes, séruns são uma excelente opção que não deve ser esquecida. Para além dos antioxidantes falados anteriormente, o chá verde, a melatonina, o selénio, resveratrol também têm propriedades anti-envelhecimento. E não esquecer de fazer exercício 2 a 3x por semana!

O uso de retinóides está bem estudado no envelhecimento cutâneo e por isso continuam a ter um lugar de destaque no combate ao envelhecimento cutâneo e a ser os queridinhos de muitas pessoas, além de poderem ser encontrados a preços bem simpáticos [na forma de medicamento, pois claro!]!

Alguns despigmentantes como a hidroquinona, o ácido kójico e o ácido azeláico também evidenciam ação anti-envelhecimento. Os peelings químicos também são uma mais valia tanto na prevenção como no tratamento do envelhecimento cutâneo, mas necessitam de ser adaptados à pessoa em questão.

E o que concluimos deste artigo? As ferramentas que temos ao nosso dispor para o combate do envelhecimento não mudaram muito ao longo dos últimos anos. E concluímos também que não é preciso gastar fortunas no último creme anti-age do mercado para ter bons resultados. E que existe muito que podemos fazer pela nossa pele hoje, para mantermos uma pele bonita e jovem, ao longo dos anos!